domingo, 10 de fevereiro de 2013

Bórgia (Tudo é Vaidade) por Jodorowsky e Manara

No volume final da saga dos Bórgia, acompanhamos a decadência do papa Alexandre VI e de seus filhos.Traições, incesto, fratricídio, conspirações e envenenamentos marcam o epílogo da história dessa família que governou o Vaticano e simbolizou o declínio da igreja na Idade Média.

Eu devo admitir que quase chorei para ler o ultimo volume da série Bórgia, pois foi uma das séries que eu mais gostei.Mas é sempre triste o final de uma série, não é mesmo?

Bem desta vez o livro vai mostrar como foi a decadência da família Bórgia e de seus amigos próximos.Os eventos que se sucederam passam a ser narrados pelo guarda do papa Alexandre VI.

Neste livro Lucrécia que estava grávida de seu irmão dá a luz a uma criança de duas cabeças, sendo uma delas parecida com seu irmão César e a outra parecida com a de seu pai.Como não daria para as cabeças passarem a parteira rasga o ventre de Lucrécia que perde muito sangue e morre, mas antes de sua morte ela pede para que matem a aberração a quem ela dera a luz.

O  rei da França, que havia jurado vingança pela traição de César em Chamas da Fogueira consegue conquistar Nápoles, e para comemorar essa sua conquista ele, seu fiel vidente e uma prostituta sobem até o topo de um vulcão .Lá chegando começa a fazer sexo com a prostituta e não percebe que o vulcão começa a entrar em erupção, ele tenta correr para se salvar, mas acaba sendo consumido pela lava fumegante.

Após a morte do rei da França César já esta seguro para sair de seu esconderijo e liderar o exercito contra os inimigos, então ruma para o vaticano a fim de falar com seu pai.Mas chegando lá recebe a notícia de que quem será o comandante será seu irmão Giovani, tomado por ódio César começa a discutir com seu pai, que em pura fúria revela que ele não é filho legitimo dele mas sim o fruto do primeiro amor de sua mãe e que ele só o acolhera.Cheio de magoas César sai do palácio e some em meio as sombras da noite.Nesta mesma noite Giovani dá em cima de uma rapaz na rua, mas para sua surpresa o rapaz lhe enfia uma faca no ventre, e arranca a sua mão esquerda, o corpo é achado por guardas que estavam patrulhando o rio.O corpo é levado para o papa, que entra em desespero diante da morte do filho, neste momento César entra na sala e joga para seu pai a mão do irmão e diz que agora só resta ele , contra a vontade mas percebendo que César é sua ultima esperança o papa concede a César o poder de liderar seu exercito.

César se torna o maior guerreiro de toda a Itália, mas para ele não é o suficiente por isso decide chamar Leonardo da Vinci para lhe fazer armas de guerra.O poder lhe sobe a cabeça ele começa a mandar confeccionar armaduras de ouro,prata e extremamente extravagantes, infelizmente a peste se abate sobre ele deformando seu belo rosto, forçando o  usar uma mascara que a cada mês que se passa tem que ser aumentada para cobrir os estragos da peste.

Quando César consegue fazer toda a Itália se curvar diante dos Bórgia, um velho inimigo de seu pai decide fazer um jantar para poderem fazer as pazes.Durante o jantar o papa se recusa a beber o vinho por isso seu anfitrião toma o vinho primeiro, seguro de que não seria envenenado o papa toma o vinho mas acaba morrendo por o vinho estar envenenado, pois a jarra onde ele estava havia duas repartições em uma ficou o vinho sem veneno e na outra o envenenado, que só era liberado se apertassem um botão.

Com a morte de seu pai César se vê obrigado a fugir para Espanha, mas ele não contava que lá eles também o odiavam, por isso quando pôs os pés em solo espanhol foi morto por sete lanças.Mas o ex-guarda papal consegue fugir e vai para casa de sua mãe, onde relata o acontecido e diz que com a morte dos Bórgia eles não teriam mais dinheiro, e diz que não quer ficar nas ruas implorando por esmola, então ele e sua mãe se enforcam.

Com toda a certeza é uma das poucas séries que eu vou reler pois amei a história, os personagens e tudo mais.

                                      Vanitas Vanitatum Et Omnia Vanitas.                                   (Vaidade Das Vaidades, Tudo é Vaidade.

@livrokety

Facebook

Skoob

Nenhum comentário:

Postar um comentário