terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Bórgia ( As Chamas da Fogueira ) por Jodorowsky e Manara

Desenhada por Manara e escrita por Alejandro Jodowsky, esta série é um cuidadoso retrato sobre a vida de Rodrigo Bórgia, o papa Alexandre VI.Se a imagem associada a um papa é a santidade, Manara mostra com detalhes "carnais" quão monstruosa, violenta e mesmo romântica foi a vida de Bórgia e seus filhos.

Neste terceiro volume da série Bórgia, somos levados mais fundo nesse trama de poder, inveja, luxuria e morte que envolve essa família.
O trama se dá inicio durante um baile de mascaras realizado pelo papa Alexandre para comemorar a páscoa, no baile não se era permitido tirar as mascaras ou falar seus nomes, mas o que era para ser uma festa acaba virando uma grande orgia.Sozinho e triste um homem fantasiado de rei procura uma rainha com quem possar saciar seus desejos, logo a encontra e se entregam ao desejo e durante o ato o homem pede para a moça retirar a mascara pois ele também iria tirar a sua, e é nesse momento que descobrimos que o rei é o papa Alexandre e que a rainha é sua filha Lucrécia, surpreso e deprimido por ter feito isso com sua filha e por estar desejando loucamente seu corpo o papa fica divido, mas logo Lucrécia da um jeito nisso e diz que tem uma prima que poderia satisfazer os desejos de seu pai, mas que para isso teria de resgata-la em um convento onde vinha sendo torturada pelas freiras.
Totalmente interessado nessa proposta o papa reuni sua guarda e segue em direção ao convento, mas chegando lá sua entrada é barrada pois não é permitida a entra de homens no convento mesmo ele sendo um papa, tomado pela fúria o papa ordena que derrubem a porta e matem todas as freiras que ficarem no caminho.Após ter conseguido o que queria o papa volta para se palácio onde lá realiza uma orgia com sua nova amante e sua própria filha.
Infelizmente uma peste se abate sobre o Vaticano e o papa e sua família são retirados e enviados para um local seguro.Chegando a esse local César o filho mais velho do papa diz que quer ser o comandante das tropas papais contra o tirano Frances, mas seu pai diz que não pois ele deverá ficar com o título de papa e que  deixaria que seu irmão Giovani assumisse as tropas, mas César se altera e diz que seu irmão mais novo não tem condições para fazer isso pois, é gay mas seu pai não dá ouvidos e manda cada filho para um lugar onde julga ser mais seguro para eles.
Um dia enquanto estava descansando o papa tem seu momento de meditação interrompido por seus lacaio que diz que eles podem ter uma chance contra os franceses se conseguirem fazer o vidente do grande rei dizer que é Alexandre o papa escolhido por Deus, não o Júlio Della Renove, pois assim o grande rei virá se curvar diante dele.Totalmente animado com as boas novas o papa faz todo o possível para conseguir isso, até ameaça o vidente do rei e diz que se ele fizer o que lhe esta sendo mandado receberá uma recompensa, logicamente que o vidente aceita.Após alguns dias o grande rei se apresenta ao papa pedindo sua benção e três favores, o primeiro deles é que a igreja o abençoe na cruzada contra os infiéis, o segundo é que o papa confirme sua linhagem nobre e de a ele todo o direito a seus privilégios, e o terceiro é que ele nomeie três de  seus candidatos como cardeais e ainda pede três mil ducados pelo resgate da amante do papa que havia sido capturada em seu esconderijo. Preocupado com sua amante o papa manda que busquem imediatamente o dinheiro, mas o rei diz que não confia inteiramente nele e que quer levar consigo um de seus filhos como garantia, como César estava perto o papa manda que ele vá como garantia, mesmo contra a vontade ele vai com o grande rei.
Após varias semanas com o grade rei, César começa se acostumas com a vida de batalha,depois de mais uma de suas lutas eles seguem para um babar para beber e usar da mulheres, mas César se diz indisposto e quer ir para a cama, o grande rei diz que está tudo bem desde que ele volte mais tarde.Só que César não voltou então o rei vai ao seu encontro e quando chega a cabana de César encontra um de seus soldados amarrado e nu pois César havia fugido com as roupas do guarda.Tomado por uma fúria gigantesca o rei jurar encontrar e matar César com suas próprias mãos.

Esse livro foi o que mais amei da série pois começo a entender mais afundo o universo dessa família.Apesar de conter muito sexo e violência não vejo mal algum em ler o livro, pois é mais uma forma de ver a história como era de verdade, sem os adornos da igreja ou de historiadores.

@livrokety

Facebook

Skoob

Nenhum comentário:

Postar um comentário