quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Capitães da Areia por Jorge Amado

"Não durou muito na chefia o caboclo Raimundo.Pedro Bala era muito mais ativo,sabia planejar os trabalhos,sabia tratar com os outros,trazia no olhos e na voz a autoridade de chefe.Um dia brigaram. A desgraça do Raimundo foi puxar uma navalha e cortar o rosto do Pedro,um talho que ficou para o resto da vida.Os outros se meteram e como Pedro estava desarmado deram razão a ele e ficaram esperando a revanche,que não tardou.Uma noite, quando Raimundo quis surrar Brandão,Pedro tomou as dores do negrinho e rolaram na luta mais sensacional que as areias do cais jamais assistiram.Raimundo era mais alto e mais velho.Porém Pedro Bala,o cabelo loiro voando, a cicatriz vermelha no rosto,era de uma agilidade espantosa e desde esse dia Raimundo deixo não só a chefia dos Capitães da Areia,como o próprio areal. Engajou tempos depois num navio."
Capitães da Areia é um clássico da literatura brasileira,escrito em 1937 pelo baiano Jorge Amado, foi baseado nas crianças que viviam nas praias da orla baiana e que não tinham mãe nem pais e sobreviviam furtando dinheiro,comida e outras coisas de valor.A história gira em torno de um dos vário grupos dessa crianças esse grupo se intitulava Capitães da Areia e viviam sob trapiche  abandonado nas areias de uma praia.O líder desse grupo se chamava Pedro Bala ele era conhecido pelos seus feitos ousados mas era mais reconhecido pelo seu cabelo loiro e cacheado e pela  cicatriz que tinha no rosto adquirida quando brigou com Raimundo ex chefe dos capitães.
Não me recordo totalmente de todos os personagens do livro, pois só no grupo dos capitães são 16 personagens, mas vou falar dos que aparecem com mais frequência no decorrer do livro.A história toma graça e forma quando aparece uma pobre garota orfã que quer um lugar para poder ficar, seu nome é Dora.Todos os garotos do velho trapiche se encantam com sua beleza e sua forma doce de tratar bem a todos, o único que não se encanta ou pelo menos não demonstra encantamento por Dora é Pedro Bala, que fica nervoso com os companheiros por estarem aceitando uma garota no grupo, pois ele não via serventia em uma garota pois ela não poderia pular muros de saia, nem roubar coisas sem ser percebida, mas essas suas afirmações caem com o tempo,quando Dora se torna uma da melhores Capitãs da Areia,e é ai nesse exato momento quem que Pedro Bala começa a se apaixonar por ela.
Só que esse amor não dura muito tempo pois Dora acaba sofrendo de uma febre muito alta que a faz ficar de cama.Sofrendo de dor Dora não come,não dorme nem bebe água fica somente deitada agonizando.
Quando ela percebe que sua hora está chegando ela pede para que Pedro se deite ao lado dela na cama improvisada e começa a murmurar delírios devido a febre nesse momento ela pede para que Pedro se deite ao lado dela e tire sua virgindade.Com o coração na mão ele realiza o ultimo pedido dela e tira sua virgindade depois de alguns minutos ela morre.
Já no final do livro descreve as proezas dos Capitães de Areia: o Professor ganha fama no Rio com os seus quadros; o Gato vai para a prisão por ter vendido terrenos que não existiam; Volta Seca também ficará recluído por 30 anos por ter matado oficialmente 15 pessoas, que na verdade são 60. Pedro Bala, juntamente com João Grande, Brandão e o carregador João de Adão, adere a uma greve de motorneiros de bonde, todos aliciados por um estudante comunista de nome Alberto.
Finalmente os Capitães de Areia, ou o que resta deles, se transformam numa brigada de choque. Pedro Bala já faz parte de uma brigada comunista e ao ser enviado para aliciar os maloqueiros do Sergipe, abandona o trapiche deixando o Brandão como chefe.

Não sou muito de ler clássicos da literatura brasileira mas devo admitir que esse foi o melhor livro desse seguimento clássico que eu já li, é cheio de ação,emoção e romance sem contar é claro com um pouco de safadezas que tem entre os personagens mas fora isso, foi um dos melhores clássicos que já li.
Há e vale ressaltar que li sem ser forçada por trabalhos ou coisas do tipo li  de pura curiosidade mesmo.







Nenhum comentário:

Postar um comentário